UOL Estilo UOL Estilo






Meu perfil
BRASIL, Mulher, Portuguese

Neste blog Na Web

 Visitas  
 
Homens de preto do amor
Eles chegam com seus ternos pretos mal cortados e óculos-ray-ban-último-tipo do camelô. E lá está você acabando do enxugar as últimas lágrimas. Não perguntam nada, apenas sacam do bolso um bastão colorido de R$ 1,99... olhe para isso garota.... um flash.
E pronto. Você está pronta para começar de novo.
Não vai se lembrar onde quebrou as costelas, nem das escoriações pelo peito, muito menos de um coração partido. Maiô de lantejoulas, sombra roxa purpurina, sobe de novo na plataforma do trapézio sem rede de proteção.

Hora do show, meninos!
:: Escrito por Jô Hallack às 17h11
O amor e a distância

Você sempre foi contra o amor interestadual. O amor interpaíses. Interplanetários. Contra não. Na verdade, nunca acreditou que eles pudessem sobreviver.
E aí você de repente você se depara com o seu amor. A 400 kms de distância!!!!
E dá-lhe telefonemas. SMS. MSN. O amor através das siglas.
E viagens. E um dia você está voltando do feriado de finados num ônibus da viação 1001. Está passando o filme "The Abyss". É sobre um grupo de mergulhadores que se vê às voltas com uma entidade do fundo do mar. Ao lado, um homem chora. Está emocionado com o filme. Você resolve comer o lanche oferendado pela aviação. Amendoim sabor shoyu.
Daí o seu amor liga. Você fica com vergonha, afinal, tá todo mundo ouvindo sua conversa. Inclusive o homem emocionado. Pelo celular, ele diz que tá com saudades. Você disfarça. Fala: "Eu também". As pessoas olham de canto de olho. Você se compara com uma mulher que falou no celular e chamou o interlocutor de BEBÊ. E se despede.
Pra logo depois começar a realmente acreditar no amor interestadual. Interplanetário. Do fundo do mar. E achar a autoviação 1001 no dia dos finados um programa tipo ótimo.
:: Escrito por raq affonso às 23h33